“Cabo Frio distribuiu propaganda enganosa a turistas”

“Há controvérsia”, como dizia Pedro Pedreira, o personagem do contra do ator Francisco Milani na Escolinha do Professor Raimundo, de Chico Anysio. O mapa que está sendo distribuído na forma de folheto no balcão da Secretaria de Turismo da Prefeitura de Cabo Frio é muito claro, como mostra a ilustração neste artigo.

“Vamos raciocinar juntos”, dizia Lyndon Johnnson, quando se tratava de assunto controverso. Perguntemos então. O prefeito de Cabo Frio é uma pessoa séria? O Secretário de Turismo de Cabo Frio é uma pessoa séria? As pessoas responsáveis pela montagem do mapa são pessoas sérias? Se o leitor respondeu SIM às três perguntas, deverá, obviamente, responder NÃO às seguintes perguntas. Se o prefeito de Cabo Frio é médico seria ele capaz de receitar para um paciente que tomasse três doses de estriquinina diariamente? Se a receita fosse, por qualquer razão, entregue ao Secretário de Turismo, teria este a coragem de entregá-la ao paciente? Se por alguma razão a prescrição fosse entregue ao Secretário de Turismo, lacrada dentro de um envelope, passada aos responsáveis pelo mapa que a abririam e a lessem, teriam eles a coragem de entrega-la ao paciente?

Respondidas as perguntas pelos que apoiam o prefeito, nos momentos bons e nos momentos difíceis, até que a morte os separe, então o mapa está certo porque quem o elaborou são pessoas sérias, que trabalham para um Secretário de Turismo sempre atento ao que acontece na sua secretaria. Responde a um prefeito sério que acompanha o que acontece na prefeitura que administra.

O mapa não iria parar no balcão da Secretaria de Turismo e ser distribuído, assim, sem mais nem menos. Afinal, onde é que nós estamos?

Há uma controvérsia. Trata-se de propaganda enganosa ou é uma maneira da prefeitura informar, indiretamente, ao mundo inteiro, que afinal resolveu atender os apelos para que o sítio arqueológico onde encontraram o esqueleto da Boop, a indiazinha que habitou a área há dois mil anos, fosse preservada?

Ser ou não ser eis a questão.

E agora?

Ernesto Lindgren

CIDADE ONLINE

30/04/2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s